Blog DC Orgulho dos pais

Desde que Damian Wayne e Jon Kent uniram forças pela primeira vez, em 2017, as histórias dos Superfilhos têm se provado uma das melhores surpresas do atual Universo DC. Nelas, Robin e Superboy tornaram-se personagens cada vez mais complexos e afetaram radicalmente a vida de seus respectivos pais, Batman e Superman. O mesmo aconteceu em janeiro de 1973, quando o editor Murray Boltinoff apresentou o conceito de Superfilhos no título World’s Finest Comics (1941), mas em uma versão bem diferente da atual.

A criação dos Superfilhos originais se deve a tentativas de revigorar o título que, no início dos anos 1970, começava a dar sinais de desgaste após décadas focando a parceria entre Batman e Superman. Com isso, o antecessor de Boltinoff, o renomado editor Julius Schwartz, fez a primeira manobra para alavancar as vendas de World’s Finest: acabar com a dobradinha entre os dois heróis e apostar em parcerias do Homem de Aço com outros personagens da DC. (…)

[Leia a matéria completa na revista Jovens Titãs 19.]


Marcado como: