Mundo Vertigo O fechar de um círculo

Em 2009, dez anos atrás, começavam a chegar às bancas as primeiras revistas do selo Vertigo pela editora Panini como licenciante principal das publicações adultas da DC Comics. A primeira história de John Constantine foi publicada na saudosa revista mensal VERTIGO 1 – a edição 175, que começava a fase de Mike Carey. Um pouco depois chegou às bancas JOHN CONSTANTINE, HELLBLAZER: CONGELADO, que trazia HELLBLAZER 157 a 163, dando continuidade ao que estava sendo publicado pela editora Pixel na época: o Hellblazer de Brian Azzarello.
Nesse meio tempo, a revista mensal do Mago foi cancelada nos EUA na edição 300, o que nos dava uma meta: publicar todas as edições da revista mensal.
Corta para 2019. Isso vai acontecer em março, com a chegada de JOHN CONSTANTINE, HELLBLAZER: AMALDIÇOADO VOL. 2 às bancas, encadernado esse que publicará HELLBLAZER 151 a 156, fechando o círculo das edições de Hellblazer. E esta semana este círculo é simbolicamente completado com o envio da edição para a gráfica. Foram dez anos de convívio quase diário com a presença do mago inglês, lendo, editando, copidescando, traduzindo, programando, passando por fases médias, boas e excelentes. Posso falar sem nenhuma sombra de dúvida que cumprimos praticamente todas as metas principais que envolvem a publicação do selo Vertigo no Brasil, completando a maior parte da publicação dos principais títulos e com esse marco representado pela publicação de HELLBLAZER 156, edição que completa o círculo.
Pessoalmente, atingi um objetivo que sempre esteve bem claro pra mim, e entre mortos e feridos acredito que tenhamos feito isso o melhor que pudemos dadas as circunstâncias. Isso envolveu diversas pessoas que se empenharam para que fosse possível chegar aqui, pessoas sem as quais teria sido muito mais difícil seguir a jornada de John.
Se tem algo que podemos aprender com Constantine é que não existem coincidências, as coisas acontecem no tempo que precisam acontecer. Temos poder pra mudar algumas delas, outras precisamos aceitar. Às vezes temos uma última carta na manga para que tudo se resolva da melhor forma, ou do jeito que for possível. Às vezes não tem carta nenhuma. Mas, de algum jeito, a vida continua.
Completar esse círculo é como dizer “até mais” a um velho amigo.
Obrigado, John. Por aqui, seguimos!
A série de encadernados JOHN CONSTANTINE, HELLBLAZER: AMALDIÇOADO continua até o fim da fase de Brian Azzarello.

A seção As Grandes Fases de Hellblazer foi atualizada: https://hotsitepanini.com.br/vertigo/series/hellblazer/


Veja mais...