A volta do Terror!

Morgana complicando a vida de Etrigan

Morgana complicando a vida de Etrigan (clique para ampliar)

Quando os Novos 52 foram lançados nos EUA, há cerca de um ano e meio, um dos títulos que mais suscitou pontos de interrogação na cabeça dos decenautas gringos e brasileiros foi Demon Knights — uma revista que mostraria personagens místicos clássicos da editora (o demônio Etrigan, a bruxa Madame Xanadu e o cruel Vandal Savage, por exemplo) em um passado distante e que, prometia-se, influenciaria muito o que o UDC seria no presente.

E não é que deu muito certo!?

Agora essa que se tornou uma das séries mais elogiadas dos N52 ganha mais um encadernado especial no país. DC Terror: Cavaleiros do Demônio 2 dá continuidade à saga de Etrigan e seus bizarros “aliados”, desta vez às voltas com acordos infernais, contos de danação, amores condenados, feiticeiras assassinas e lendários reis mortos há muito tempo!

Vale  destacar também o incrível trabalho que o desenhista brasileiro Diógenes Neves (Novos Mutantes) vem fazendo ao dar vida às inspiradas histórias do roteirista britânico Paul Cornell (Stormwatch).

DC Terror: Cavaleiros do Demônio 2 (132 páginas, capa couché, papel pisa brite, lombada quadrada, R$ 13,90) chega às bancas no final de maio e incluirá as edições originais Demon Knights 8 a 12 e também a edição 0 do título. Quem viver, lerá!


A VOLTA DO DEMÔNIO

Etrigan voltou... E ele não parece muito feliz

Etrigan voltou… E ele não parece muito feliz (Clique para ampliar)

Por Rodrigo Guerrino

E, pra começar bem a semana, nada melhor do que anunciar mais uma novidade, desta vez um lançamento da DC que fará alguns leitores mais felizes.

Daqui a algum tempo, bancas, livrarias e comic shops receberão a edição DC Terror: Cavaleiros do Demônio, que resgata Etrigan, Madame Xanadu e outras personas do universo sobrenatural da editora em suas encarnações Novos 52. 

Com o ataque iminente de bárbaros a uma civilização, caberá a Etrigan e Xanadu liderar um grupo conhecido como Cavaleiros do Demônio para impedi-los, mas não será uma tarefa das mais fáceis, já que a equipe é extremamente instável. Nem é preciso dizer que o resultado do embate trará consequências ao atual UDC.

A edição conta com argumento de Paul Cornell (Superman: O Anel Negro, Stormwatch) e com desenhos de Diógenes Neves (outro artista brasileiro que desponta na editora de Batman, Superman e cia.).

DC Terror: Cavaleiros do Demônio, tem 148 páginas, capa em papel couché e miolo pisa brite. O preço é R$ 14,90. Neste volume estão reunidas as sete primeiras edições de Demon Knights, além de uma galeria de capas. A previsão de lançamento é outubro.

E vamos que vamos, porque a semana só está começando!

 


Lá vem o Lex subindo a ladeira…

Por Bernardo Santana

Capa de Action Comics 894

Capa de Action Comics 894 (clique para ampliar)

Quando a DC Comics anunciou que Lex Luthor seria a estrela da tradicionalíssima Action Comics a partir da edição 890, muitos dos fãs do superverso ficaram de orelha em pé. Em fevereiro próximo, chega a hora dos leitores brasileiros terem a oportunidade de conferir o resultado dessa ousadia!

Chega às bancas e lojas especializadas no mês que vem, a edição Lex Luthor: O Anel Negro vol. 1.

Compilando as edições Action Comics 890 a 895, o encadernado mostra o começo da busca do maior dos adversários do Superman pelo poder dos anéis energéticos — o qual teve um gostinho quando comandou a luz laranja da cobiça durante A Noite Mais Densa. As histórias ficam por conta do roteirista Paul Cornell (Batman & Robin, Wisdom) e a arte é de Pete Woods (de Superman – Mundo de Novo Krypton).

As participações especiais dessa edição ficam por conta do Gorila Grodd, Vandal Savage e… da Morte! Sim, ela mesma, aquela garota simpática pertencente aos Perpétuos, criada por Neil Gaiman na série The Sandman!

Lex Luthor: O Anel Negro vol. 1. terá 148 páginas, papel Pisa Brite, capa cartão e custará R$ 17,90. Como dá para perceber pelo nome, em breve teremos a sequência do encadernado. Logo a gente informa quando.


Troca de Pauls em Stormwatch

Por Bernardo Santana

Stormwatch!

Stormwatch! (clique para ampliar)

A DC Comics anunciou hoje via seu blog oficial, The Source, mais uma mudança nas equipes criativas de seus títulos pós-reboot. Desta vez, a revista Stormwatch é a bola da vez, tendo seu atual roteirista Paul Cornell (Wisdom, Action Comics) substituído por Paul Jenkins (Hellblazer, Inumanos).

A estadia de Jenkins, no entanto, só deve durar dois meses – edições 7 e 8 da revista – e nada foi dito sobre quem assume depois ou sobre o que vai acontecer com o ilustrador atual do título, o mexicano Miguel Sepulveda (Invasão Secreta: X-Men).

Segundo a curta sinopse da história de Cornell liberada, o roteirista vai colocar a equipe, uma vez parte do universo Wildstorm, contra adversários de outra dimensão que pretendem roubar a gravidade da Terra.

A notícia também chamou atenção da mídia especializada lá fora porque Stormwatch supostamente pode ser o título escolhido pela DC para detalhar melhor quem é e o que quer a figura encapuzada misteriosa que aparece em Ponto de Ignição e em todas as edições número 1 do reboot. Que tratem muito bem dele, então!


DC apresenta nova personagem

Design do personagem, por Gary Frank
Design do personagem, por Gary Frank (clique para ampliar)

Por Bernardo Santana

Design do personagem, por Gary Frank

Design do personagem, por Gary Frank (clique para ampliar)

E o nome dela é Horsewoman (em português, literalmente “amazona”). Apresentada hoje pela DC Comics em seu blog oficial, a personagem vai fazer parte do título Demon Knights, uma das revistas do relaunch da editora, que acontece em setembro.

O roteirista de DK, Paul Cornell explicou um pouco sobre a nova figura: “Horsewoman é um dos sete Demon Knights (…) ela é uma misteriosa amazona que tenta manter-se isolada, em uma jornada solitária pela Europa medieval. Ela consegue montar, mas é incapaz de andar, e é mantida em sua sela um pouco por magia, um pouco por tecnologia (…) ela é a melhor arqueira da história da humanidade.”

A DC afirma que Demon Knights será muito importante em sua nova cronologia, pois plantará as sementes de eventos importantes no “tempo presente” das histórias, onde habitarão os heróis que conhecemos. Outro fato bacana para os leitores brasileiros é que a arte do título ficará por conta dos brasileiros Diógenes Neves e Oclair Albert.